Algumas lições

Um dia inteiro de evento no Conselho e algumas lições [bem auto-ajuda] aprendidas, como:

1] Infelizmente, algumas pessoas nunca serão mais do que “meras” servidoras – como a recepcionista que me atendeu hoje pela manhã e só sabia dizer: “Desculpe, mas isso não é culpa minha”, “Desculpe, mas não posso fazer nada”, “Desculpe, bla bla bla”… (Pró-atividade é o caminho, xuxu!).

2] Ser diferente dos demais (de maneira positiva) é nossa obrigação – ninguém precisa nem gosta de uma pessoa similar, fazendo um trabalho similar, pensando e agindo de forma similar.

3] Apesar de todas as merdas que acontecem em nossa vida (e que, em alguns casos, não são poucas), nós ainda continuamos no lucro. Existem pessoas em situação muito pior do que a nossa e com bem menos possibilidade de fugir dessa condição. Por exemplo: na Índia, cerca de 700 milhões de pessoas (sobre)vivem com aproximadamente US$ 2/dia (mais ou menos R$ 4, e isso não dá pra nada!) – miséria, fome, saúde comprometida…

4] Honestidade, integridade e competência são princípios básicos para sermos reconhecidos, em qualquer área de nossas vidas.

5] Devemos ser infinitamente mais “out of the box” e fugir do mais do mesmo, do convencional, do que todo mundo já faz. Temos que inovar, evoluir, colocar um pouco de criatividade aqui, um pouco ali, arriscar mais coisas novas, alegrar mais a vida, melhorar as relações pessoais, de trabalho etc. Quem se importa com a opinião alheia, quando o que está em jogo é a nossa própria felicidade?!

6] Precisamos ter um propósito, um projeto de vida (de preferência, por escrito, detalhado). Sem isso, não temos razão para continuar aqui na Terra consumindo oxigênio. (Poder de visualização = metas para nossa vida, para nosso futuro [e voltamos ao princípio básico dO Segredo: lei da atração).

7] Princípios seguidos por Walt Disney durante a vida: Sonhar, planejar, criticar, agir.

8] Temos que aprender (e se já sabemos, reforçar ainda mais a idéia) de que todas as pessoas que passam por nossa vida, desde a mais simples e humilde até a mais “superior” das criaturas, são importantes e merecem nosso respeito.

“Não há nada permanente, exceto a mudança”. (Heráclito)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s