Saudade

Sabe aquele sentimento que vem do nada e acaba te consumindo rapidamente?

Você ouve uma música qualquer e sente saudade de um amigo que há tempos não vê; da lembrança de algo que, num primeiro momento, parecia bobagem e que, mais adiante, você percebeu que queria muito que fosse verdade; de uma palavra que te consolou naquele momento tão difícil; daquela verdade que você não queria aceitar, mas que um amigo sabia que era necessário falar; daquele alguém especial pelo qual você sentia/sente um amor platônico tão grande e ele sequer imaginava/imagina….

Você sente saudade dos momentos que valeram a pena ao lado de algumas pessoas; dos amigos, dos comentários engraçados, dos papos francos e abertos, da roupa, do “jeitão”, do perfume, das ideias e desejos compatíveis.

Saudade de um amigo que está longe, com quem você se sentia muito à vontade para falar sobre qualquer assunto – menos pelo que sentia, ou achava que sentia, por ele. Saudade daquela conversa de horas na frente da escola ou no posto de gasolina; saudade daquela “janelinha” do MSN que subia praticamente todo santo dia para conversar com você e que hoje é passado.

É isso que estou sentindo hoje… Muita saudade de um amigo.

Saudades...

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s