Dignidade

“Quando uma coisa tem um preço, pode por-se em vez dela qualquer outra coisa como equivalente; mas quando uma coisa está acima de todo o preço e, portanto, não permite equivalente, então ela tem dignidade.”  (Immanuel Kant)

Estava terminando uma revisão ontem à tarde quando li essa frase. Achei forte e muito verdadeira, e me fez lembrar de algumas pessoas que passaram por minha vida profissional nos últimos anos e que, infelizmente (para elas próprias), perderam a razão e a dignidade em troca de migalhas, por simples maldade, mero egoísmo, por ego, mesquinhez e vontade desesperada, quase doentia, em aparecer e serem aceitas por pessoas mais medíocres que elas próprias. É uma pena ver como algumas pessoas, muitas vezes com potencial para ser alguém nessa vida, se vendem por tão pouco. Dignidade pode não render nada material, mas nada se compara ao nosso bem-estar, à nossa consciência limpa e tranquila, à nossa moral.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s