Pode não gostar, mas respeito é obrigatório

“Não acredito que você gosta de X. Você, que é uma pessoa tão inteligente…”

.

Sério que ainda existe gente com esse tipo de mentalidade solta por aí? Não aguento ver pessoas que conseguem reunir, sem esforço, características como prepotência, desrespeito, intolerância e imbecilidade, tudo ao mesmo tempo. Confesso que não sei como lidar com gente assim. Não mesmo.

Acho engraçado ver como algumas pessoas se colocam na condição de juízes, verdadeiros “donos da verdade”, julgando o que os outros fazem, gostam, assistem, leem, a religião que seguem, as roupas que usam… Quem disse que elas realmente podem sair criticando o que é importante/interessante/agradável aos demais? Quem disse que o que elas pensam é tão relevante assim a ponto de “precisarem” (e poderem) sair falando tudo o que passa por suas cabeças? Particularmente, dispenso fortemente a opinião dessas pessoas.

Ouvi algo assim ontem, dentro do metrô, e fiquei pensando “que figurinha sem noção!”. Só porque a outra pessoa não compartilha do mesmo gosto musical ou literário que ela não significa que essa pessoa seja burra, inculta, mentalmente atrasada ou qualquer outra ofensa descabida que se queira fazer. Aliás, diante do comentário feito, sou forçada a acreditar que a “não inteligente” é a pessoa que julgou a inteligência alheia apenas tendo uma banda, no caso, como referência. Ri por dentro quando a “ofendida” não se deixou abater e comentou, na sequência, que além daquela banda e de outras do mesmo estilo, ela também gostava muito de um maestro holandês e a “ofensora” fez cara de “Hein? Não conheço”. Rá!

Seguindo a mesma linha de raciocínio, eu, que conheço o tal maestro e tive a feliz oportunidade de assistir a uma apresentação dele recentemente, poderia me dar o direito de virar para a primeira pessoa e dizer “a julgar por sua crítica, poderia jurar que você era uma pessoa culta e inteligente, mas me enganei”, mas achei melhor não. Apenas ri, interna e externamente (não resisti), ao ver a cara de perdida que a “ofensora”. Foi algo tão autoexplicativo, que dispensou comentários posteriores. Mas, ainda assim, conforme pude notar ao observar o desenrolar da conversa das duas mulheres, ela, mesmo sem ter o que comentar a respeito do “outro” gosto musical da “ofendida”, se manteve irredutível na postura de “eu adoro música popular brasileira e sou melhor que você”.

Fico realmente irritada quando encontro “gentinha” assim no meu caminho (e no caminho dos outros também). Usando-me como exemplo: o fato de eu gostar de Bon Jovi e Guns n’ Roses, de livros Marian Keyes ou de biografias de roqueiros, de seriados enlatados americanos como Gilmore Girls e Arquivo X, e de comédias românticas não fazem de mim – nem daqueles que têm gostos semelhantes ao meu – uma pessoa inculta, descerebrada, alienada nem nada do gênero. Essas classificações enquadram-se muito bem no perfil de uma pessoa como aquela que eu vi no metrô falando bobagem para a outra.

Acredito, verdadeiramente, que já passou da hora de as pessoas aprenderem a cuidar mais da própria vida, “cuidar do próprio rabo”, em vez de ficarem se metendo na dos outros. Gostos não definem quem ou o que uma pessoa é; são apenas gostos. O ser humano é muito mais complexo que isso. Tem gostos, vontades, noções de moral e valores, inclinações pessoais e profissionais… tem muita coisa no pacote. Formular julgamentos baseados em questões tão superficiais quanto ao livro que se lê ou à música que se ouve é tão patética, tão ridícula, que só me resta sentir pena, muita pena, de alguém que pensa assim.

Anúncios

Um comentário sobre “Pode não gostar, mas respeito é obrigatório

  1. Acho absurdo a mania que as pessoas têm de rotular as outras. O fato de gostar de x ou y não é nada diante do que a pessoa verdadeiramente é. Qual a dificuldade de entenderem isso, né? Se tivesse ouvido uma bobagem dessas, provavelmente não conseguiria ficar quieta. Do jeito que sou estourada, acho que teria respondido mal pra pessoa. hihi
    Excelente blog, flor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s