Pearl Jam faz show intenso com mais de 3 horas de duração em São Paulo

Por Paula Craveiro para Drop Music

Fã que é fã não se intimida com calor de mais de 30 graus nem com chuva intensa, ventania e tempestade de raios. E isso foi comprovado pela legião de fãs do Pearl Jam que lotou o estádio do Morumbi, em São Paulo, na noite de 14 de novembro, para a apresentação da turnê Lightning Bolt, do álbum homônimo lançado em 2013.

Liderada pelo vocalista Eddie Vedder, a banda de Seattle, com 25 anos de carreira, subiu ao palco mostrando a que veio: tirar os fãs do chão, levar amor às pessoas e deixar momentos inesquecíveis na lembrança de todos. Afinal, um show com 3h10 de duração, marcado por clássicos e covers de primeira linha, não cai fácil no esquecimento.

Logo no início da apresentação, Vedder comentou, em português, auxiliado por anotações em uma folha de papel, sobre o atentado ocorrido em Paris, na França, na noite de sexta-feira, 13, que resultou na morte de mais de 140 pessoas e que deixou outras 350 feridas. “Muito obrigado por estarem aqui. Sentimos que precisamos estar com pessoas hoje”, ele começou. “Nosso amor vai para Paris. Temos muito o que superar juntos”. Na sequência, tocaram a canção Love Boat Captain que, em seu refrão, traz a mensagem “all you need is love” (tudo o que você precisa é amor”.

Músicas como Do The Evolution, Hail Hail e Lightning Bolt fizeram o público ir à loucura, pulando e cantando sem parar.

Com pouco mais de 1 hora de apresentação, o vocalista avisou o público que, por conta dos fortes ventos e da chuva que estava prestes a cair, a banda precisaria fazer uma pausa de cerca de dez minutos, tempo suficiente, segundo ele, para que algumas medidas de segurança fossem tomadas e o show pudesse seguir tranquilamente. Enquanto a banda se preparava para deixar o palco para que a equipe técnica cuidasse dos instrumentos e verificasse a estrutura, Vedder cantou, de improviso, Elderly Woman Behind the Counter in a Small Town, que não estava prevista no setlist.

No retorno ao palco, não faltaram clássicos, como Even Flow, Jeremy e Better Man, sucessos do primeiro álbum da banda, Ten, de 1991, que incendiaram o público que, àquela altura, já não estava mais se importando com a chuva que caía sem parar.

Um dos pontos mais altos da noite foi a sequência de Imagine, cover de John Lennon, que reforçou a fala de Vedder no início da apresentação sobre paz e amor, e Sirens, que emocionou boa parte do público. O setlist mesclou canções não muito conhecidas do grande público, como Long Road e Of The Girl, com alguns dos principais hits da banda, como Alive e Black, canções em que, em diversos momentos, as vozes do público sobrepunham à voz de Vedder. As únicas “falhas” do repertório, apontada por alguns fãs, foram as ausências das populares Last Kiss e Daughter.

A apresentação foi encerrada por outros dois covers – Rockin’ in the Free World, de Neil Young, e All Along the Watchtower, de Bob Dylan –, que deixaram os fãs ansiosos pelo retorno da banda a São Paulo. Como “bônus”, antes da canção de Dylan, o vocalista levou um belo de um escorregão e caiu sentado no palco molhado, rindo e arrancando risos do público.

A turnê segue agora para Brasília, onde a banda se apresentará em 17 de novembro no Estádio Nacional Mané Garrincha; Belo Horizonte, no dia 20, no Estádio do Mineirão; e Rio de Janeiro, no dia 22, no Estádio do Maracanã.

 

Setlist
1- Long Road
2- Of the Girl
3- Love Boat Captain
4- Do the Evolution
5- Hail Hail
6- Why Go
7- Getaway
8- Mind Your Manners
9- Deep
10- Corduroy
11- Lightning Bolt
12- Elderly Woman Behind the Counter in a Small Town
13- Even Flow
14- Come Back
15- Swallowed Whole
16- Given to Fly
17- Jeremy
18- Better Man
19- Rearviewmirror

1° Encore
20- Footsteps
21- Imagine (cover de John Lennon)
22- Sirens
23- Whipping
24- I Am Mine
25- Blood
26- Porch

2° Encore
27- Comatose
28- State of Love and Trust
29- Black
30- Alive
31- Rockin’ in the Free World (cover de Neil Young)
32- Yellow Ledbetter
33- All Along the Watchtower (cover de Bob Dylan)

Anúncios

Um comentário sobre “Pearl Jam faz show intenso com mais de 3 horas de duração em São Paulo

  1. Pingback: Tchau, 2015. Pode ir! | Can I be happy now?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s